Top Therm's Blog

21/07/2010

Bloqueador de gordura

Filed under: Sem categoria — by Top Therm @ 9:48 am

A casca do maracujá batida no liquidificador ajuda a diminuir a taxa de açúcar no sangue e a impedir que o organismo absorva a gordura exessiva dos alimentos

 

Por Odara Gallo

Esqueça todos aqueles remédios que prometem eliminar a gordura dos alimentos com mais facilidade. Existe uma opção natural que faz o mesmo efeito e pode ser preparada em casa: a farinha da casca do maracujá.

E a eliminação de gordura não é o único benefício desse alimento. “O uso regular da farinha da casca do maracujá ajuda a diminuir as taxas de açúcar no sangue, reduz a absorção de carboidratos e também de colesterol. Além disso, melhora a qualidade do intestino e contém vitaminas e minerais”, afirmou Maria Alice Raya, formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo e pós-graduanda em Nutrição Clínica Funcional pelo Centro de Estudos Valéria Paschoal.

A substância quase milagrosa presente neste alimento é a pectina, uma fibra solúvel que se transforma numa espécie de gel dentro do estômago e equilibra a absorção de gorduras, açúcar e colesterol. “Ela diminui a velocidade da entrada do açúcar no sangue, evitando-se os picos de insulina. Isso ajuda a manter um nível saudável de glicose no sangue”, explicou Maria Alice.

Esse gel formado no estômago não é digerido pelo organismo e também é eficiente na perda de peso, uma vez que evita a rápida absorção de carboidratos e proporciona a sensação de saciedade. “No intestino, a pectina tem a função de resgatar e evitar que o organismo retenha uma pequena quantidade de gordura, desta forma, se o intuito for o emagrecimento, o resultado é obtido a longo prazo”, alertou a nutricionista.

Outros alimentos que também apresentam uma concentração de pectina são maçã, morango, ameixa, banana verde, uva, carambola, casca de frutas cítricas, as partes brancas da laranja e da mexerica, aveia, parte interna do feijão, entre outras.

Faça e consuma

A nutricionista explica que a versão fresca da casca do maracujá também contém as mesmas propriedades, mas a farinha concentra melhor a pectina e outros nutrientes. “É mais difícil consumir a casa do maracujá fresca, mas o resultado também é valido, porém com efeitos menores”, disse Maria Alice.

É possível encontrar a farinha da casca do maracujá em forma industrializada à venda em farmácias e mercados, mas você pode produzir em casa de uma forma simples: escolha maracujás firmes e lave bem as frutas. Corte os maracujás ao meio, retire e a polpa e corte a casca em tiras finas. Feito isso, coloque as tiras em uma assadeira e leve ao forno médio por 30 minutos ou até ficarem bem sequinhas. Após esfriarem, bata no liquidificador até que se transformem em farinha. Passe numa peneira e guarde.

Como só é possível se beneficiar dos efeitos da farinha com o uso regular, consuma uma colher de sopa antes das principais refeições. “A forma mais prática de consumo é incluí-la em sucos (por exemplo, bater o próprio suco da polpa de maracujá com um pouco da farinha). Pode-se também salpicar a farinha em saladas ou incluí-la em sopas”, sugeriu a nutricionista.

Outra dica importante é ter uma atenção especial com a hidratação no período de consumo da farinha. “Como toda fibra solúvel, é importante que durante seu uso a pessoa consuma cerca de dois litros de água por dia”, recomendou Maria Alice. “Além disso, como a quantidade ideal de consumo pode variar, procure um acompanhamento nutricional para melhores resultados”, completou.

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: